Domingo, 19 de Novembro de 2017

DNIT é condenado por acidente que matou pai de família em estrada sem sinalização | Caldeirão Jurídico
TRF
Terça-Feira, 29 de Agosto de 2017, 17h:10

CJF

DNIT é condenado por acidente que matou pai de família em estrada sem sinalização

Redação

Reprodução

Plenário do Conselho de Justiça Federal

Quando uma estrada está em obras, as placas indicativas devem ficar de 200 a 500 metros antes do local interditado. Uma regra para garantir a segurança do motorista. No sul do País, a falta dessa sinalização provocou uma tragédia. Um homem morreu depois de bater na traseira de um caminhão que auxiliava no trabalho de manutenção da rodovia. O repórter Marcelo Magalhães mostra que a Justiça responsabilizou pelo acidente o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, o DNIT, e a empresa responsável pela obra. A família vai receber indenização por danos morais e o departamento deverá pagar uma pensão à filha.

Outro problema de segurança nas estradas é o uso de drogas. Muitos motoristas fazem uso de substâncias químicas para ultrapassar os próprios limites e ficar acordados ao volante. A lei que exige o exame toxicológico para motoristas profissionais foi questionada na Justiça por um sindicato que representa empresas de transporte no Ceará. Mas, a exigência foi mantida pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região. A reportagem é de Alessandro Moura.

 

Comentários

Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!